Review: Enermax Cluster Advance

Introdução

Olá a todos! Esperamos que já tenham recuperado das festividades… A nós custou-nos um pouco, foi muita festa…

Cá estamos para mais uma review, mas desta vez era algo que não estava minimamente no planos fazer, até que recebemos diversos questionamentos a respeito dos produtos. Falamos das Enermax Cluster Advance, ventoinhas da série Twister Advance e que possuem uma série de especificações que as tornam um produto extremamente interessante. A Enermax foi estabelecida em 1990, e produz desde componentes de cooling, acessórios, caixas, e fontes de alimentação de primeira linha.

Como disse antes, não estava previsto realizarmos review às Cluster Advance mas os questionamentos foram tantos, que vamos realizar uma breve análise de modo a elencar os diferenciais deste modelo de ventoinha.

Here-are-the-Enermax-PSUs-Compatible-with-Intel-Haswell-CPUs

.

Embalagem

A embalagem das ventoinhas é bastante básica, feita de plástico transparante, com cartão colorido no interior, detalhando as especificações do equipamento. As Cluster Advance ficam bem exibidas, e vêm acompanhadas dos acessórios básicos de montagem (borrachas de fixação, e adaptador de 4-pin para molex).

DSC_0095

 

Em Detalhe

As Enermax Cluster Advance possuem alguns pontos que as diferenciam da maioria das ventoinhas existentes no mercado. O preço das mesmas não é minimamente proibitivo, de € 14,45 no mercado português (preço retirado da PCBlasted). No Brasil infelizmente não existe loja que as venda, sendo necessário recorrer a importação, como na Amazon por exemplo.

Comecemos então por elencar as características:

Primeiramente, as Cluster Advance permitem que as lâminas sejam destacadas do corpo para limpeza, o que facilita imenso a manutenção após montagem na caixa/gabinete. Caso a ventoinha seja ligada com as lâminas desmontadas, o motor não irá arrancar, sendo necessário que todo o conjunto esteja correctamente montado para que funcione. Trata-se de um bom sistema de segurança para evitar erros e possíveis falhas.

Além do sistema de limpeza diferenciado, as Cluster Advance possuem ainda controlador de rotação máxima embutido, em três presets, 1200, 1500, e 1800rpm respectivamente. O controlador de rotação está localizado na traseira da ventoinha, perto do motor. Apesar de ser uma adição excelente à ventoinha, dependendo de onde forem montadas, poderá ser necessário desmontar as pás da ventoinha para alcançar o controlador. Teria sido mais interessante se o controlador fosse na lateral da ventoinha, conforme acontece nas Double Batwing que acompanham o AIO Liqmax II.

A nível estético, estas ventoinhas encontram-se adornadas com leds brancos (frio), os quais possuem um interruptor para desligar os mesmos, o que é interessante caso seja necessário alterar a estética do PC, ou reduzir a iluminação do mesmo de modo a não incomodar. O interruptor encontra-se  na lateral da ventoinha, sendo aconselhável que o posicionamento seja levado em conta no momento da montagem da ventoinha, de modo a facilitar o acesso. Toda a ventoinha é extremamente bem trabalhada, desde as pás até ao corpo, sendo este último recortado com o nome Enermax na lateral. O cabo da ventoinha possui sleeving branco, de modo a ocultar a coloração da fiação. O efeito visual da Cluster Advance é dos melhores que já vimos em ventoinhas.

DSC_0255.

Especificações

A linha Cluster Advance é composta por ventoinhas de 120mm e 140mm, sendo o modelo em análise de 120mm.

Trata-se de uma ventoinha PWM de 4 pinos.

A nível de performance, a maioria de ventoinhas equipadas com LEDs no mercado não prima por desempenho ou silêncio, porém as Cluster Advance possuem números muitos convincentes a nível de CFM e pressão estática, para o tipo de ventoinhas que são. No nosso teste, apesar de não possuirmos decibelímetro, parecem-nos as ventoinhas mais silenciosas que testámos, atrás claro da Noctua e Bequiet. Quando comparadas por exemplo, às ventoinhas Corsair que equipam o AIO H80i GT (120mm) ou a caixa 540 Air (140mm), são bastante mais silenciosas sem que seja necessário para isso sacrificar a performance.

Specs

.

Testes

Para testar estas ventoinhas, optámos por comparar as mesmas em utilização no AIO Enermax Liqmax II 240, de modo a verificar a sua performance relativamente ao par de ventoinhas Double Batwing que acompanha de origem esse cooler. Na nossa review do Liqmax II, constatámos que as ventoinhas possuíam boa performance, porém eram um pouco ruidosas. O Programa utilizado para realizar estes testes foi o Aida64.

O equipamento utilizado para os testes foi o seguinte:

Processador: Intel i7 5930K 3.87Ghz;
Motherboard: Asus X99A;
Fonte de Alimentação: Coolermaster V1200 Platinum;
Cooler: Enermax Liqmax II 240;

1

Pontos Positivos: 

Qualidade de construção;
Desempenho;
Características;
Design;

Pontos menos positivos:

Posicionamento do controlador de rotação;

Clica para discutir no Forum JotaReviews

Comentários

Avaliação:
Desing
9.5
Qualidade de Construção
9
Acessórios/Características
8.5
Performance
9.5
Custo/Benefício
9.5
COMPARTILHE
Filipe Martins
Oriundo de Olhão, mas tendo vivido a maior parte da sua vida em Leiria, Filipe Martins está ligado ao ramo da informática desde o início da sua carreira profissional. Hoje radicado em Minas Gerais, Brasil, mantém-se ligado ao mundo da tecnologia através das suas participações em fóruns da especialidade tanto portugueses como brasileiros, sendo conhecido pelo nickname SleepyFilipy. Integrou-se na equipa JotaReviews em Junho de 2016.